PREFEITURA VOLTA A INTENSIFICAR PLANO DE AÇÃO PARA CONTER O AVANÇO DA DOENÇA

 

Publicado em: 08/03/2019 15:05 | Fonte/Agência: Assessoria de Comunicação

Whatsapp

 

O município já tem mais de 200 casos suspeitos e cerca de 40 confirmados, além de registrar, o primeiro caso de dengue hemorrágica, em moradora da Vila Reis. Diante da grande quantidade de casos suspeitos e confirmados, o governo fronteirense, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, voltou a reforçar as atividades do Plano de Ação contra o Aedes, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

O prefeito – Marcelo Passuelo (MDB) solicitou ainda o apoio da população, lembrando que somente as ações de combate do governo, não irão erradicar o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, do perímetro urbano. “A população deve colaborar, eliminando todos os criadouros do mosquito transmissor dessas doenças de sua residência, pois o município vem fazendo sua parte”, alertou o prefeito.

APOIO DA POPULAÇÃO
De acordo com o secretário de Saúde do município – Roberto César Ribeiro, o plano de combate ao mosquito transmissor da doença, criado em 2017, pelo atual governo fronteirense, prevê várias atividades e forçou o pedido de apoio a população. “Entretanto, cabe lembrar à população, que nos últimos dois anos foram realizados dois mutirões de limpeza. Neste ano, já temos programado mais uma ação de mobilização: um mutirão de limpeza que se iniciará a partir do dia 01 de março. A população deve ter mais consciência do perigo que representa, para nosso município, a proliferação do Aedes”, alertou o secretário.

OUTRAS AÇÕES
Para garantir melhor atendimento aos pacientes com suspeita de dengue, o governo fronteirense, aumentou a quantidades de salas de hidratação nas Estratégias Saúde da Família (ESFs) e Unidade Mista de Saúde (UMS). “Médicos e enfermeiros do nosso município também participaram, na terça-feira, 26 de fevereiro, de um curso de atualização de manejo clínico do paciente suspeito de dengue, realizado pela SRS de Uberaba-MG”, informou o secretário.

COMBATE 
Desde o aparecimento dos primeiros casos suspeitos e confirmados de dengue em Fronteira, o Departamento de Vigilância em Saúde, aliado aos setores de Epidemiologia e de Controle de Zoonoses e Endemias, vem intensificando as ações de bloqueio focal na tentativa de reduzir a transmissão da doença. “Nos bairros em que a dengue começou a surgir, fizemos vários ciclos de bloqueios com o uso de bomba costal motorizada. Além disso, reforçamos mais ainda nosso trabalho de visitas às residências, notificando os moradores onde os focos foram encontrados”, destacou Wanessa Christina de Souza Neiras – coordenadora da Vigilância em Saúde.

FUMACÊ 
Ainda e segundo a coordenadora, em virtude dos casos de dengue aumentar no município, a Secretaria Municipal de Saúde, tomou outra medida importante, solicitando a Superintendência Regional de Saúde de Uberaba, o deslocamento do Ultra Baixo Volume (UBV) veicular – conhecido como “fumacê”, que estará percorrendo a cidade do dia 26 de fevereiro a 15 de março. “O fumacê é mais uma medida aplicada no combate à dengue e, portanto, não dispensa de forma alguma o trabalho de eliminação da água parada, criadouros do mosquito. E essa ação é de responsabilidade da população”, alertou a coordenadora.


Imagens